Presidência
O deputado Valdeci Oliveira presidirá a Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul em 2022. Ele tomou posse no dia 31 de janeiro e conduzirá o Parlamento neste último ano da 55ª legislatura. Com quatro décadas de vida pública, Valdeci é filiado ao Partido dos Trabalhadores e exerce o terceiro mandato como deputado estadual. Foi também deputado federal e duas vezes prefeito de Santa Mari

Regimento Interno

Em suas manifestações, o parlamentar salientou o respeito ao Regimento Interno da Casa e ratificou seus compromissos com a pluralidade, o diálogo e ainda a relação construtiva com os demais poderes de Estado.

São os desafios da vida que nos empurram para frente. O ano exigirá que todos abram mão de alguma coisa, que enxerguem não apenas os seus. Ou seja, disposição ao diálogo e à convergência”, afirmou.

A nova administração pretende imprimir em cada ação a ideia contida no slogan adotado: Menos indiferença, mais igualdade. “Passados dois anos do início da pandemia, não temos tempo para dúvida, não temos tempo para a indiferença, não temos tempo para deixar para depois. No Parlamento gaúcho, 55 deputados e deputadas dão rosto e voz ao conjunto dos segmentos sociais que compõem a nossa sociedade. É preciso ter como norte regimento interno e os ditames da democracia”, ressaltou o presidente Valdeci.

Muito trabalho

O parlamentar firmou também compromisso com o debate e a busca de soluções para problemas que atingem muitos gaúchos e gaúchas, como as questões da estiagem, da pandemia e do recrudescimento da fome e da pobreza extrema. “Trabalharei diuturna e colaborativamente pela consolidação do diálogo permanente e republicano para além das posições ideológicas, assim como pela independência e transparência da nossa Assembleia Legislativa. E que a Casa do Povo, que muitos exemplos já nos deu em sua longa História, permaneça sempre como um verdadeiro anteparo ao preconceito, ao racismo, à indiferença, à exclusão e à violência, seja de que tipo for, de onde quer que venha e contra quem quer que seja. E da mesma forma, que o nosso Legislativo estadual permaneça como espaço acolhedor das aspirações da população”, disse.

Humanismo

Para Valdeci, as questões partidárias não devem se sobrepor à essência do humanismo e do exercício da empatia. “Que, em 2022, o trabalhar por menos indiferença e mais igualdade se transforme não apenas na marca da gestão do Parlamento gaúcho, mas no sentimento sincero e concreto de toda a sociedade rio-grandense”, destacou.