Agência de Notícias

Ao participarem da cerimônia de apresentação dos resultados do Projeto "O RS Pós-Pandemia", da Assembleia Legislativa, realizada no início da tarde desta segunda-feira (24) o presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho, e o diretor de Planejamento do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Otomar Vivian, falaram sobre a abertura de novas operações de crédito para retomada da economia gaúcha. Banrisul, BRDE e Corsan patrocinaram a iniciativa do parlamento gaúcho.

O presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho, inicialmente parabenizou o presidente da Assembleia, Gabriel Souza (MDB), pela iniciativa do RS Pós-Pandemia, que visa indicar caminhos para a economia do RS. "O Banrisul tem trabalhado muito, oferecendo linhas de suporte e apoio para que empresas do RS continuassem atuando de forma eficiente durante a pandemia", disse. O dirigente afirmou que se em 2020 foi necessário criar linhas de crédito que deram fôlego para as empresas, agora é o momento de alavancar o crescimento, através dos segmentos imobiliários e agronegócios. Coutinho explicou que o Banco enxerga na área imobiliária um segmento com abrangência e grande inserção no PIB. "Acreditamos no poder de disseminação de crescimento, via área imobiliária, por isso estamos nos dedicando a criar linhas de financiamento para o empreendedor e para os adquirentes finais dos imóveis", confirmou.

O presidente do Banrisul apresentou, ainda, outras novas linhas de crédito ligadas à sustentabilidade, para gerar impacto econômico e social no estado.

BRDE
O diretor de Planejamento do BRDE, Otomar Vivian, destacou o alinhamento entre os resultados das pesquisas realizadas pelo RS Pós-Pandemia e a as ações dos bancos de fomento e financiamento do Estado e o próprio governo estadual, objetivando a retomada do crescimento do RS. Otomar citou como exemplo o lançamento do Programa Avançar no Desenvolvimento Econômico. Com a inciativa, serão disponibilizados R$ 100 milhões de recursos do Estado na forma de subsídio de juros em operações de crédito para empreendedores individuais, microempreendedores, pequenas empresas de todos os municípios do RS. "Serão, provavelmente mais de 20 mil operações, abrangendo a maioria dos municípios do estado, exatamente como indicou a pesquisa da Assembleia: a vida se faz também nos pequenos municípios", apontou. Otomar elogiou a iniciativa do presidente da Assembleia, ao garantir que os resultados do RS Pós-Pandemia são um legado para a sociedade gaúcha.