PSOL
A deputada estadual Luciana Genro (PSOL) esteve em Pelotas nesta quinta-feira (22/09), onde visitou o torcedor Rai Duarte, brutalmente torturado por policiais militares em maio deste ano. Acompanhada do vereador Jurandir Silva, do PSOL, ela reafirmou sua luta para aprovar o projeto de lei que determina o uso de câmeras em uniformes e viaturas policiais no Rio Grande do Sul.

“É muito importante aprovar essa lei para que o que aconteceu comigo não se repita mais”, disse Rai. Ele ficou 116 dias internado no Hospital Cristo Redentor, dos quais 47 em coma, tendo passado por 14 cirurgias no intestino e perdido 40 kg.

Desde o primeiro momento, Luciana Genro e sua equipe têm estado em contato com a família de Rai e seus colegas, agentes comunitários de saúde de Pelotas, oferecendo apoio. A deputada cobrou fortemente o comando da Brigada Militar na Comissão de Direitos Humanos, da qual é membro titular, e participou de reunião com o Ministério Público para solicitar acompanhamento das investigações.

“O Rai é um sobrevivente, e felizmente está se recuperando bem. O que aconteceu com ele é inaceitável, foi uma brutalidade praticada por criminosos de farda. A luta pelas câmeras nos uniformes vai seguir, beneficiando tanto a população abordada quanto os bons policiais, que são maioria”, disse Luciana Genro.